You are here

 

Apenas Sana...


Localizado na região serrana do norte do Estado do Rio de Janeiro, Sana é o 6º distrito de Macaé. Porém, a cidade mais próxima é Casimiro de Abreu. O local é repleto de belezas naturais de inigualável valor, sendo um dos poucos lugares da serra carioca onde aventuras e natureza permanecem praticamente intocadas. Com visual selvagem, cachoeiras limpas, trilhas de mata atlântica e morros verdes, o lugarejo tem clima aconchegante e atraente para quem vem da cidade grande.

A primeira ocupação efetiva do Sana ocorreu durante o ciclo do café. Os imigrantes suíços, ao se estabelecerem em Nova Friburgo, por volta de 1840, se decepcionaram com a ausência de infra-estrutura prometida pelo governo brasileiro para a sua agricultura familiar. Alguns deles então passaram a se dedicar à cultura do café, deslocando-se, principalmente, para o curso do Rio Macaé. Acredita-se que assim os imigrantes atingiram a região da Barra do Sana e Sana, mais especificamente no vale do São Bento, entre 1850 e 1870.

O período áureo do café no Sana foi entre 1900 e 1930, quando atraídos pela movimentação do lugar, comerciantes e farmacêuticos teriam se estabelecido. Com a crise do café, na década de 40, grande parte dos produtores abandonaram suas terras, que seriam ocupadas, na década seguinte, por imigrantes poloneses e alemães, advindos também de Nova Friburgo, além de pessoas diversas de outras procedências.  Nesse período começou-se a praticar uma agricultura de subsistência (banana, milho, mandioca, feijão) que permanece até hoje, sendo a banana o principal produto agrícola.

No início da década de 90, apenas alguns jovens mais “alternativos” freqüentavam o local, mas com o passar dos anos o Sana foi ficando cada vez mais popular. Para atender a crescente demanda, foram surgindo campings, lanchonetes e toda uma industria do turismo, atualmente a principal fonte de renda para os cerca de mil habitantes do Sana. Nos feriados prolongados, o arraial tem sua população triplicada, muitos atraídos pelo som do Raiz do Sana.


 

Que saber mais sobre o Sana? Acesse: www.sanabrasil.com.br e www.portaldosana.com.br

Facebook Twitter Twitter